terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

MeeGo. Fusão do Maemo e Moblin.

A Intel e a Nokia juntaram-se para desenvolver o MeeGo. O MeeGo é a "fusão" dos projectos Maemo e Moblin.

O MeeGo será desenvolvido a pensar nos smartphones, netbooks, tablets, media players, TVs, etc... Os programas serão desenvolvidos em c++ e Qt. A ideia é quando os programadores criarem um programa para o MeeGo, o programa irá funcionar em várias plataformas, além disso, fica mais fácil portar os aplicativos para dispositivos com Symbian.

Numa primeira fase a arquitectura do MeeGo terá uma "User interface" para dispositivos móveis como "Handheld", e outra, com uma UI adaptada para Netbooks. Futuramente outras UI poderão ser criadas. Como por exemplo uma UI para In-Vehicle (adaptada para automóveis). Fabricantes de automóveis poderão utilizar o MeeGo para os seus sistemas de navegação e entretenimento. São várias as possibilidades do MeeGo.

As minhas expectativas com o MeeGo são elevadas, devido ao envolvimento de duas gigantes, Intel e Nokia, e ainda por cima com a colaboração da conceituada Linux Foundation. (http://www.linuxfoundation.org/lp/page/meego)

A luta no mercado dos "smartphones" vai ficar bem animada com MeeGo ( e o Symbian), Android, Iphone, e WM7. Não se sabe quem irá ganhar esta batalha no futuro. Mas uma coisa é certa. Quem vai ficar a ganhar com toda esta "concorrência", é o consumidor.

Site oficial do projecto: http://meego.com/

Anuncio no site da Nokia:
http://www.nokia.com/press/press-releases/showpressrelease?newsid=1384419
Press Room Intel:
http://www.intel.com/pressroom/kits/events/mobileworld2010/intel-nokia/index.htm?iidtarget="blank"=pr1_marqmain_meego

domingo, 14 de fevereiro de 2010

Robô que roda Ubuntu

Uma empresa Japonesa (Fuji Soft Inc.'s) desenvolveu um robô com o nome de Palro, que roda Linux (Ubuntu).
Criado para fins educacionais e também para entusiastas, o Palro utiliza controladores escritos em C++, roda Ubuntu, e o código das suas bibliotecas é open source.
Muitos dos componentes do Palro são utilizados actualmente em netbooks.
Veja a lista de alguns dos componentes utilizados.

* Display de LEDs
* Microfone direcional (reconhecimento de voz)
* Sensores de pressão e distância
* Webcam de 3 MP (CMOS)
* Acelerômetro
* Bateria de íons de lítio de 7.4V/2,800mAH
* WiFi 802.11 b/g/n
* Porta USB
* Processador Intel Atom de 1.6GHz
* Memória RAM 1GB
* Disco SSD de 4GB

Veja neste vídeo o Palro em ação.



quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

OpenShot 1.0

OpenShot 1.0
Finalmente um excelente editor de vídeo open souce para o Linux que é Fácil de utilizar, e o mais importante é estável.
Existem outros editores de vídeo para o Linux. Só que o grande problema é que a maioria deles não tem muita estabilidade. Você passa horas editando um vídeo e de um momento para o outro o programa "crasha" e você "perde" tudo. A solução que eu encontrei foi usar o Blender que também tem um editor de vídeo, e o melhor de tudo é a sua estabilidade. Ele não "crasha" como acontecia com todos os outros programas de edição de vídeo que eu já testei no Linux. O único problema do Blender, é a sua "curva de aprendizagem" longa.
O Openshot é relativamente recente. Mas no seu curto tempo de vida, ele evoluiu muito.
Foi por mero acaso que vi um vídeo no Vimeo anunciando o lançamento da versão 1.0 do OpenShot.



O video deixou-me curioso.
Foi então que decidi ir ao site do OpenShot. Confesso que no principio estava um pouco céptico. Mas quando vi algumas das demos que estão no site do OpenShot, é que decidi instalar para testar. Após a instalação editei um pequeno vídeo em 720p HD. Gostei da estabilidade do programa. Além disso o programa é muito intuitivo e tem muitas opções.
O que me surpreendeu mais é que ele tem suporte a ficheiros svg e abre o Inkscape "dentro" do próprio OpenShot.

Algumas das funcionalidades do OpenShot:

* Support for many video, audio, and image formats (based on FFmpeg)
* Gnome integration (drag and drop support)
* Multiple tracks
* Clip resizing, trimming, snapping, and cutting
* Video transitions with real-time previews
* Compositing, image overlays, watermarks
* Title templates, title creation
* SVG friendly, to create and include titles and credits
* Scrolling motion picture credits
* Solid color clips (including alpha compositing)
* Support for Rotoscoping / Image sequences
* Drag and drop timeline
* Frame stepping, key-mappings: J,K, and L keys
* Video encoding (based on FFmpeg)
* Key Frame animation
* Digital zooming of video clips
* Speed changes on clips (slow motion etc)
* Custom transition lumas and masks
* Re-sizing of clips (frame size)
* Audio mixing and editing
* Presets for key frame animations and layout
* Ken Burns effect (making video by panning over an image)
* Digital video effects, including brightness, gamma, hue, greyscale, chroma key (bluescreen / greenscreen), and over 20 other video effects

Veja o potencial do programa.




Para instalar no Ubuntu 9.10 (Karmic) é muito facil... abra um console e execute os seguintes comandos:

sudo add-apt-repository ppa:jonoomph/openshot-edge
sudo apt-get update
sudo apt-get install openshot openshot-docs


O Blender continua sendo uma excelente opção. Mas o OpenShot é mais "user friendly". O Ubuntu poderia considerar seriamente em incluir o OpenShot nas suas futuras versões. Um programa de edição de vídeo fácil de utilizar e "decente" era mesmo o que faltava no Linux. Mas parece que o OpenShot veio resolver essa problema.