quinta-feira, 28 de abril de 2011

Os primeiros comandos no Ubuntu 11.04

Hoje é dia de lançamento do Ubuntu Natty Narwhal.
Uma das características do Ubuntu, é que a "imagem iso" não contém nenhum programa proprietário. Todos os programas que estão no Live-CD são open source.
Por isso, logo após a instalação do Ubuntu 11.04, poderá ser necessário instalar alguns programas e controladores proprietários como "driver" de placa de vídeo, flashplayer, codecs, etc...
Estes são na minha opinião os primeiros cinco comandos a utilizar, que irão providenciar um conjunto de pacotes muito úteis:

Para começar abra um terminal (ctrl + alt + t) ...

1) Agora execute o primeiro comando que vai atualizar a lista de pacotes :)

sudo apt-get update

2) Depois vamos adicionar os repositórios universe e multiverse com o seguinte comando (na verdade são dois comandos, que estão "juntos" :P ):

sudo software-properties-gtk -e universe && sudo software-properties-gtk -e multiverse

3) Use novamente o update para atualizar as "listas"

sudo apt-get update

)4 E agora sim, vamos utilizar o comando que vai instalar um meta-pacote com um conjunto de programas úteis (Java, flashplayer, etc...)
Durante a execução deste comando irá aparecer uma licença onde você tem de usar a tecla "tab" para "aceitar" os termos da licença.

sudo apt-get install ubuntu-restricted-extras

)5 Por fim, o comando que vai abrir um utilitário, que se encarrega de procurar drivers proprietários das placas gráficas, para melhorar o desempenho.

jockey-gtk &



Para finalizar, ative os controladores recomendados e faça um reboot.


:)

segunda-feira, 11 de abril de 2011

O Linux faz 20 Anos

Tudo começou em Abril de 1991, quando Linus Torvalds começou a escrever as primeiras linhas de código do Linux. Em Agosto do mesmo ano escreveu a famosa mensagem no "user grup" do Minix onde anunciou o seu sistema operativo criado apenas como "hobby"...

Hello everybody out there using minix -

I'm doing a (free) operating system (just a hobby, won't be big and professional like gnu) for 386(486) AT clones. This has been brewing since april, and is starting to get ready. I'd like any feedback on things people like/dislike in minix, as my OS resembles it somewhat (same physical layout of the file-system (due to practical reasons) among other things).

I've currently ported bash(1.08) and gcc(1.40), and things seem to work. This implies that I'll get something practical within a few months, and I'd like to know what features most people would want. Any suggestions are welcome, but I won't promise I'll implement them :-)

Linus (torvalds@kruuna.helsinki.fi)

PS. Yes – it's free of any minix code, and it has a multi-threaded fs. It is NOT portable (uses 386 task switching etc), and it probably never will support anything other than AT-harddisks, as that's all I have :-(.
—Linus Torvalds
Para comemorar os 20 anos a "Linux Foundation" criou este pequeno vídeo que conta a história do Linux.


É impressionante a evolução do Linux ao longo dos anos.
Vejam no que o "hobby" se transformou. Hoje o Linux está em todo o lado. Nos servidores de grandes corporações como Google, facebook, twitter, nos supercomputadores, na bolsa de valores de vários países , nos smartphones, em routers, televisões, electrodomésticos, etc...

O "menino" prodígio de 12 anos do comercial da IBM já tem 20 anos. E continua a crescer...


Outro comercial interessante é este da Red Hat que tal como o vídeo da IBM já tem alguns anos.

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Personalizando o Unity

Depois de ativar os repositórios universe/multiverse e instalar o driver proprietário da placa gráfica (veja como fazer isso no último post) use os seguintes comandos:

sudo apt-get install compizconfig-settings-manager


e abra o "compizconfig-settings-manager" com o comando:

ccsm &


Nota: Esta dica foi testada no Ubuntu 11.04 e 11.10.

Agora clique em "Ubuntu Unity Plugin" e explore as abas onde você poderá alterar várias propriedades do Unity. Entre elas...


  • Tamanho dos Ícones.
  • Definir se a barra se esconde automaticamente ou se permanece fixa.
  • Definir a transparência do painel.
  • Mudar a transparência do "fundo" de cada ícone
  • etc...


Também aconselho irem até ao Plugin "Expo", onde você tem acesso à algumas configurações como, "cores do gradiente de fundo", "tela curva" etc...


Resumindo... explore todas as possibilidades disponíveis do "Ubuntu Unity Plugin" no compiz.


A sua imaginação é o limite :)

Nota: As alterações feitas no plugin Unity, às vezes, são ignoradas no Ubuntu 11.10 Oneiric Ocelot. (é um bug que provavelmente será corrigido nas próximas actualizações)

Para aplicar as alterações sem ter de reiniciar o Ubuntu basta usar a combinação de teclas Alt + F2 e  digitar unity --restart .



quinta-feira, 7 de abril de 2011

Ubuntu 11.04 beta1 Unity Live-CD

Como testar o Unity num Live-CD? em algumas máquinas com placas gráficas Nvidia, o Unity não funciona no Live-CD. Só funciona com drivers proprietários. Eu ainda não sei se isto será algum bug da versão beta1)
O que fazer para contornar este problema?
Vamos ter de ativar os repositórios universe e multiverse para conseguirmos instalar os controladores oficiais da placa gráfica.

Após iniciar o Live-CD abra um terminal com a combinação de teclas ctrl + alt + t
e de seguida execute os seguintes comandos:

sudo apt-get update


sudo software-properties-gtk -e universe


sudo software-properties-gtk -e multiverse


sudo apt-get update


Depois utilize o comando jockey-gtk que vai abrir um utilitário que irá procurar pelos driver proprietários (aguarde um pouco)...

jockey-gtk &



Nota: As vezes não aparece logo a lista de controladores (drivers) disponíveis. Feche a janela do jockey e execute novamente o comando jockey-gtk para aparecer os controladores.

Seleccione o controlador (driver) recomendado e depois clique em ativar.

O problema dos controladores proprietários num Live-CD, é que depois da instalação é preciso reiniciar a máquina. Só que num Live-CD após um reboot todas as alterações são perdidas. Por isso não vamos fazer um reboot mas sim terminar a sessão para voltarmos para a tela de login do GDM. Assim o X "carrega" os drivers necessários sem precisar reiniciar a maquina. :)


Se tudo correu bem, após o login no GDM , já teremos acesso ao Unity. :)
Nota: Na tela de login ,deixe o campo da password em branco.


No próximo post vamos personalizar o Unity (Transparência; tamanho dos ícones; etc...) :)

quarta-feira, 6 de abril de 2011

Testando o Ubuntu 11.04-beta1 com o Unity via Live-CD

Nível de dificuldade: Utilizador Médio/Avançado
Requisitos: Ubuntu (ou outra distribuição com grub2) e uma placa gráfica Nvidia. (Não sei se este método irá funcionar numa ATI).

A forma mais utilizada para testar uma nova versão do Ubuntu é através de uma máquina virtual. Mas nem sempre é a melhor opção, porque surgem sempre algumas incompatibilidades que nem sempre o "guest additions" resolve. O melhor e dar boot na própria máquina para conferir o desempenho com o hardware.
A melhor forma que encontrei para fazer isso foi usando o Grub2 para dar boot numa imagem iso. Assim não precisamos de gravar um CD ou utilizar uma penUSB.
Então vamos começar...

1) Fazer o download do Ubuntu 11.04-beta1 e guardar a imagem iso na pasta do utilizador (mais adiante você vai precisar de saber a localização da imagem iso).
Por exemplo:
/home/tuxmind/ubuntu-11.04-beta1-desktop-i386.iso

2)Depois temos de saber em que partição está instalado a raiz do sistema.
Use para isso o comando mount
Normalmente aparece logo na primeira linha a partição onde foi montada a raiz do sistema:
Exemplo:

/dev/sda7 on / type ext4 (rw,errors=remount-ro)

3)Agora abrimos o arquivo /etc/grub.d/40_custom com a ajuda de um editor de texto:

gksu gedit /etc/grub.d/40_custom


No final do arquivo adicionamos o seguinte...


menuentry "Ubuntu 11.04-beta - ubuntu.iso" {
set root=(hd0,7)
loopback loop /home/tuxmind/ubuntu-11.04-beta1-desktop-i386.iso
linux (loop)/casper/vmlinuz boot=casper iso-scan/filename=/home/tuxmind/ubuntu-11.04-beta1-desktop-i386.iso --
initrd (loop)/casper/initrd.lz
}


Não se esqueça de mudar o caminho para a imagem iso e indicar a partição onde foi guardada a imagem iso. (mudar o que está a negrito)
/home/USUARIO/ubuntu-11.04-beta1-desktop-i386.iso

No exemplo em cima o Ubuntu está instalado em /dev/sda7. Por isso a segunda linha ficou assim:
set root=(hd0,7)

Por exemplo, se você guardou a imagem iso na partição sdb3 então ficaria assim:
set root=(hd1,3)

Depois de você vertificar que colocou o caminho correto para a imagem iso, e indicou a partição correta, grave as alterações e feche o arquivo.
Agora faça um reboot e irá aparecer no menu do grub2, o "Ubuntu 11.04-beta - ubuntu.iso".
E pronto já pode testar o ubuntu 11.04beta "Live-CD" na sua máquina e verificar se existe alguma incompatibilidade. Aqui na máquina onde eu fiz o teste, eu não consegui usar o Unity. Só funcionava o "Ubuntu classic"


No próximo post vou mostrar como carregar os módulos da Nvidia que são necessários para testar o Unity através do "Live-CD". Porque aqui o Unity só funcionou com o driver proprietário da Nvidia. Eu não sei porque. Mas na máquina onde eu fiz o teste, o Unity não funcionou com driver open source.

Lembrando quem se for executar este tutorial faça por sua própria conta e risco.
Não se esqueça de deixar as suas dicas e sugestões nos comentários :)